top of page
Buscar

Escrever diariamente





Dizem que escrever regularmente aumenta a autoconsciência, a nossa capacidade de expressão, a nossa memória, a nossa presença no aqui e agora e a nossa lucidez. Quem me conhece já sabe que digo que, entendo o que dizem, mas tenho de experienciar para comprovar se é verdade para mim. Informação apenas se transforma em conhecimento quando é aplicado.


Sei, no entanto, que colocar no papel tudo o que sentimos ajuda-me a processar as situações vividas e a ter uma visão mais nítida das minhas necessidades, padrões, medos e desejos, aumentando assim o meu discernimento e ajudando na resolução dos meus conflitos internos ou com outras pessoas.

Muitas vezes fazemos as coisas sem entendermos o porquê ou quais os efeitos que estão a provocar em nós. Muito do sofrimento é causado pela confusão e escrever pode ajudar-nos a organizar os pensamentos. A escrita auxilia no processo de nos conscientizarmos sobre nossos pensamentos e emoções e reler o que escrevemos permite-nos ver o todo e identificar a origem dos nossos sentimentos, contribuindo para o nosso bem-estar mental.


Porque devemos escrever?


Escrever é um ato de introspeção e de atenção de estar no presente. Numa sociedade onde tudo é criado para distrair-nos para retirar-nos do nosso foco e chamar a nossa atenção torna-se cada vez mais necessários os momentos onde nos dedicamos a estar connosco a entender e refletir sobre o que se passa connosco a nível emocional.


Escrever diariamente ajuda-nos a criar uma rotina de autocuidado, o que nos ajuda a sair do estado de ansiedade ou depressão para um estado de presença plena, naquele momento.


Criar o hábito de escrever diariamente pode ser desafiante, temos de estar constantemente a recordar-nos da intenção do porquê de escrever. Muitas vezes precisamos de um grupo, uma comunidade para nos ajudar a criar esse hábito onde todos os dias à mesma hora em silencio e num ambiente adequado dedicamo-nos a escrever o que vai cá dentro. E um dia verificamos que a escrita se tornou um hábito e agora podemos caminhar sozinhos, pois já o fazemos como rotina.


Dicas para iniciares a tua escrita diária:

  1. Observa como estás a sentir, apercebe-te das tuas emoções, sensações físicas, pensamentos, tensões, autocríticas e memórias. A atenção plena funciona como um farol que ilumina o que precisa ser observado.

  2. Cria um espaço na tua vida para te dedicares à escrita, estabelece um horário, coloca uma música relaxante, acende uma vela, faz uma pequena meditação antes de iniciares a escrita. Faz uma retrospetiva de tudo o que viveste no teu dia, pergunta-te como estiveram as minhas emoções, que emoções senti ao longo do dia.

  3. Quando sentires vai ler o que escreveste. Nesses momentos consegues efetuar uma avaliação de como estavas e como estas agora, o que cresceste o que mudou, que padrões ainda continuas a repetir.

A minha sugestão é que te comprometas a escrever com total liberdade e com gentileza, sem te julgares. Mesmo que penses que não tens nada para escrever ou que escrever não vai levar-te a lado nenhum, experimenta, faz e só depois de experimentares por 30 dias consecutivos é que podes com mais clareza entender qual o efeito em ti e se deves deixar, continuar ou aprimorar. A escrita realizada como um ato de sinceridade e integridade profunda connosco pode ser um portal de autoconhecimento e de clareza.


Boas escrituras.

1 visualização0 comentário

Posts recentes

Ver tudo

コメント

5つ星のうち0と評価されています。
まだ評価がありません

評価を追加
bottom of page